Confraria do Atlético

Agora é no Caldeirão e, no Caldeirão é outra história

E-mail Imprimir PDF

Mesmo jogando melhor, Atlético foi superado pelo adversário no Couto Pereira. O placar magro de 1 x 0, dá plena condição para uma grande vitória em nossa no próximo domingo. Vencer e, por um resultado de mais de 01 gol de diferença. Esta á expectativa da comunidade atleticana que vai sacudir a cidade durante a semana inteira.

Arremate

No primeiro duelo da final do Campeonato Estadual, Atlético Paranaense e Coritiba se enfrentaram neste domingo (1º), no Couto Pereira. E o time mandante levou a melhor, vencendo por 1 a 0. A partida decisiva será no Estádio Joaquim Américo, às 16h do próximo domingo (8). Vitória atleticana por um gol de diferença leva a disputa para os pênaltis. Se vencer por dois gols de diferença, o Furacão levanta a taça.

O jogo

O primeiro tempo no Couto Pereira foi equilibrado. O Coritiba começou o duelo apostando na marcação e o Rubro-Negro controlava as principais ações ofensivas. Aos 12 minutos, veio a primeira oportunidade atleticana. Bruno Guimarães tocou para Pierre. Livre, na entrada da área, o volante dominou o bateu forte. Wilson colocou para escanteio. Bruno Guimarães fez outra boa jogada aos 21 minutos. O volante deu lindo lançamento para Ederson, que dentro da área, dominou e finalizou de esquerda. O goleiro adversário defendeu.

Dois minutos depois, o Coritiba chegou com perigo. Após jogada em velocidade pela direita, o atacante Evandro mandou rasteiro. Caio fez ótima defesa e espalmou para a linha de fundo. Mas o time da casa abriu o placar aos 28 minutos. Em cobrança de falta da entrada da área, Júlio Rusch acertou o canto esquerdo de Caio. 1 a 0 Coritiba. O último ataque rubro-negro veio em cobrança de falta ensaiada. Aos 38 minutos, João Pedro cobrou na segunda trave e Léo Pereira tentou de cabeça. A bola ficou nas mãos de Wilson.

Atrás no placar, o Furacão voltou pressionando e assustou no primeiro minuto da segunda etapa. Diego passou nas costas do lateral adversário e finalizou cruzado. A bola foi à esquerda do gol. O Coritiba respondeu aos dez minutos. Em contra-ataque rápido, Evandro recebeu na área e bateu rasteiro, Caio novamente evitou o gol do atacante. O time mandante se fechou na marcação, enquanto o Rubro-Negro circulava a bola buscando espaços para atacar. Aos 37 minutos, Yago recebeu na esquerda e bateu cruzado. A bola acertou a rede pelo lado de fora. Demethryus ainda tentou em chute de fora da área, Alex Sandro quase marcou de cabeça e Renan Lodi em cobrança de falta, mas a partida terminou com vitória do time da casa.

Ficha técnica: Coritiba 1x0 Atlético Paranaense
Campeonato Paranaense: Final – Jogo de ida
Data: 01/04/2018 [domingo]
Horário: 16h
Local: Estádio Couto Pereira, em Curitiba
Árbitro: Rafael Traci
Auxiliares: Pedro Martinelli Christino e Weber Felipe Silva
Quarto árbitro: Leonardo Sígari Zanon
Público pagante: 9.577
Público total: 10.171
Renda: R$ 390.610,00

Atlético Paranaense: Caio; Diego, José Ivaldo, Léo Pereira e Renan Lodi; Pierre e Bruno Guimarães; João Pedro (Alex Sandro, aos 35’ do 2º T), Matheus Anjos (Demethryus, aos 13’ do 2º T) e Marcinho (Yago, aos 23’ do 2º T); Ederson.
Técnico: Tiago Nunes
Cartões amarelos: José Ivaldo, Pierre, Bruno Guimarães, Léo Pereira

Última atualização ( Seg, 02 de Abril de 2018 13:54 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)