Confraria do Atlético

Furacão flagela Rio Branco, impõe maior goleada, tem Edershow como artilheiro isolado e arranca pisando firme na Jornada épica pelo título INVICTO

E-mail Imprimir PDF

O Atlético não teve problemas para continuar com 100% de aproveitamento na Taça Caio Júnior. Enfrentando o único algoz no estadual, o Rubro-Negro venceu o Rio Branco por 7 a 1, se aproximou da vaga para a semifinal do segundo turno e ainda aplicou a maior goleada do Campeonato Paranaense.

Esporte Line

Os grandes nomes da vitória foram o meia João Pedro e o atacante Éderson. O primeiro marcou dois gols antes dos 20 minutos de jogo e só não continuou o bom desempenho, pois precisou ser substituído por lesão. O segundo balançou as redes pela quinta vez e assumiu a artilharia do estadual. Já na etapa final, o volante Bruno Guimarães, o zagueiro Léo Pereira, o lateral Nicolas e o meia Alex Sandro completaram a goleada. Com o resultado, o Atlético assume a liderança provisória do Grupo B, com nove pontos, e só perde a posição em caso de goleada do Toledo sobre o Prudentópolis. Porém, o resultado foi importante para o Furacão dar um passo importante rumo a classificação para a semifinal da Taça Caio Júnior.

Atlético abre três gols de vantagem e Rio Branco desconta

Satisfeito com a atuação da equipe, o técnico Tiago Nunes repetiu a escalação do Atlético pela terceira partida consecutiva. Com bola rolando, o time rubro-negro mostrou entrosamento desde o apito inicial e precisou de apenas 10 minutos para abrir o placar. Depois de recuo para Jhones, o árbitro marcou a falta em dois lances dentro da área. Na cobrança, João Pedro recebeu o toque e chutou no ângulo superior direito para abrir o marcador. O camisa 10 rapidamente mostrou que estava em tarde inspirada e marcou mais uma vez em chute rasteiro na saída do goleiro. Porém, a partida acabou para João Pedro aos 33 minutos com dores na coxa. Em seu lugar, entrou Alex Sandro. E foi justamente o meia quem deu o passe para Éderson avançar com muita tranquilidade e dar um toque na saída de Jhones para marcar o terceiro. Ainda no primeiro tempo, o Rio Branco descontou em lance de sorte. Tcharlles arriscou de fora da área, a bola desviou na defesa e enganou o goleiro Caio.

Furacão marca mais quatro vezes e transforma a vitória em goleada

O Atlético diminuiu o ritmo de jogo nos primeiros minutos, mas a expulsão do zagueiro Willian mudou o panorama do segundo tempo. Aos 21 minutos, Diego Ferreira cruzou rasteiro para o meio da área e Bruno Guimarães apenas completou para o fundo das redes. Foi o primeiro gol do volante com a camisa atleticana. Aos 26, Léo Pereira recebeu cruzamento na área e cabeceou por cobertura para marcar o quinto gol rubro-negro. Já aos 33, Nicolas recebeu, com muita tranquilidade, e chutou cruzado para aumentar ainda a vantagem. Nos minutos finais, deu tempo para o sétimo gol atleticano. O goleiro Jhones tentou driblar Alex Sandro dentro da área, mas o meia recuperou a bola e empurrou para o fundo das redes.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO 7X1 RIO BRANCO
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR).
Data: Sábado, 10 de março de 2018.
Horário: 16h.
Árbitro: João Paulo Romano Queiroz (PR).
Assistentes: Luciano Roggenbaum (PR) e Andrey Luiz de Freitas (PR).
Atlético: Caio; Diego Ferreira (Vitinho), Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Deivid, Bruno Guimarães e Matheus Anjos; João Pedro (Alex Sandro), Marcinho e Éderson (Demethryus).
Técnico: Tiago Nunes.
Rio Branco: Jhones, Raul, Willian, Victor e Emerson; Kessi, Marcelo (Valdanes), Camargo e Tcharlles, Rodrigo Jesus (Thiagão) e Vandinho (Damião).
Técnico: Itamar Bernardes.
Cartões amarelos: Vandinho, Tcharlles e Victor (RIO); Deivid, Nicolas e Vitinho (CAP).
Cartão vermelho: Willian (RIO).
Gols: João Pedro (CAP), aos 10′ e 17′ do primeiro tempo, Éderson, aos 39′ do primeiro tempo, Tcharlles (RIO), aos 40′ do primeiro tempo, Bruno Guimarães (CAP), aos 21′ do segundo tempo, Léo Pereira (CAP), aos 26′ do segundo tempo, Nicolas (CAP), aos 33′ do segundo tempo, e Alex Sandro (CAP), aos 43′ do segundo tempo.

Última atualização ( Sáb, 10 de Março de 2018 19:23 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)