Confraria do Atlético

Alegria rubro-negros, nesta quarta tem Furacão

E-mail Imprimir PDF

Atlético recebe o Ceará na Arena após vitória histórica na Copa do Brasil. Furacão terá o seu primeiro duelo de Série A na temporada. OAtlético encara o Ceará nesta quarta-feira (28), às 21h30, na Arena da Baixada, pela terceira fase da Copa do Brasil. Estes serão os primeiros 90 minutos da decisão, já que nesta etapa da competição, os classificados são definidos depois dos jogos de ida e volta. O Furacão chegou até aqui depois de empatar, na primeira rodada, com o Caxias-RS em 0 x 0 e vencer, na segunda, o Tubarão-SC por 5×4. O Ceará venceu a primeira partida em cima do Brusque, por 1 x 0, e a segunda do Londrina, por 2×1. No Campeonato Cearense, o Vovô terminou a primeira fase em segundo lugar na tabela e na Copa do Nordeste, a equipe figura na vice-liderança do grupo D.

Pela Copa do Brasil, os dois times nunca se enfrentaram e este confronto será o único entre times da Série A nesta rodada da competição.O técnico Fernando Diniz avaliou a vitória na segunda fase, diante do time catarinense, como fundamental para que o Atlético chegasse mais forte para esta partida. “É um jogo muito difícil, contra um adversário muito forte. O elenco está bem firme. A prova da força mental foi a partida contra o Tubarão. Soubemos sair de resultados adversos para vencer a partida e passar de fase”, disse o coordenador técnico geral e treinador da equipe principal.O tempo de preparação que o Rubro-Negro teve para este duelo foi menor se comparado aos jogos anteriores, mas isso não deverá atrapalhar o desempenho do Furacão, segundo Diniz .

“Será o primeiro jogo com seis dias de trabalho. A equipe soube trabalhar e entrará ’inteira’ em campo”, afirmou Diniz. Provável titular no lugar de Ribamar, o atacante Bergson, que entrou no segundo tempo nas duas partidas anteriores do time principal, quer conquistar seu espaço no Atlético e mostrar o motivo de ter alcançado a marca de 28 gols em 47 jogos no ano passado, quando atuava pelo Paysandu. “Vim para o Atlético para dar sequência ao que eu fiz no ano passado. Foi isso que me trouxe até aqui, então quero sempre estar jogando e ir em busca do melhor. Na questão de produtividade, tanto na parte técnica, como física e ritmo de jogo, quero estar sempre em alto nível para poder ajudar o Atlético”, disse o jogador. Apesar do fator ‘casa‘ ser importante para abrir vantagem para o próximo jogo que acontecerá em Fortaleza, Diniz ressalta que o desempenho deve ser regular nos dois confrontos.

Bergson pode pintar no time titular

“O importante é classificar, jogando bem em casa e fora”, ressaltou. “Temos que estar preparados para enfrentar adversários fortes como o Ceará”, concluiu o treinador. O segundo jogo estre as equipes está marcado para 15 de março, às 21h30, no Castelão, em Fortaleza. Não há o critério do gol qualificado, portanto, caso a soma dos resultados signifique empate, a decisão vai para pênaltis. O vencedor do confronto fatura uma cota de R$ 1,8 milhão.

Copa do Brasil - 3ª Fase – Jogo de ida -Atlético x Ceará
Atlético: Santos; Wanderson, Paulo André e Thiago Heleno; Jonathan, Matheus Rossetto, Raphael Veiga e Thiago Carleto; Guilherme, Nikão e Bergson Técnico: Fernando Diniz

 

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)