Confraria do Atlético

Marketing do Atlético Paranaense, sempre à frente, chega a 1.000.000 de seguidores no twitter. Está de parabéns o clube e toda comunidade atleticana

E-mail Imprimir PDF

Dentro do clima positivo que o Furacão está vivendo neste início de temporada, mais um motivo para nossa alegria: página do rubro-negro paranaense no twitter passou a registrar 1.000.000 de seguidores. Fruto de uma trabalho incansável do atleticano Mauro Holzmann que ganhou nos últimos meses a companhia do Nelsinho Fanaya. Outros fatores muito positivos para o nosso setor de comunicação, foram, primeiro a homenagem ao ex-jogador Nilson Borges que completou a poucos dias 50 anos de Furacão, e segundo a condução ao gramado da Arena da Baixada (jogo Atlético x Maringá), do pequeno Rafael que graças  a solidariedade da comunidade atleticana vai poder  realizar uma importante cirurgia. Salve!

Arremate

NILSON BORGES - Personagem histórico do Atlético Paranaense, Nilson Borges comemora na quinta-feira (18), 50 anos de sua estreia no Clube. No dia 18 de janeiro de 1968, em um amistoso entre o Furacão e a Seleção da Romênia, Nilson vestiu pela primeira vez a camisa rubro-negra. Desde então, são cinco décadas praticamente ininterruptas sem deixar o Clube. Nilson defendeu o Rubro-Negro nos campos por sete anos, entre 1968 e 1974. De lá para cá, ocupou diversas funções, inclusive a de treinador da equipe atleticana.

Hoje, aos 76 anos, Nilson Borges ainda acompanha o dia a dia do elenco principal do Furacão, como membro da comissão técnica. Sua presença é uma satisfação diária para os colegas, seja no CAT Alfredo Gottardi ou no estádio atleticano. “Eu posso dizer que a minha vida é Atlético. Não é brincadeira ficar 50 anos trabalhando no mesmo lugar. Eu passei por tudo. Fui jogador e treinador de todas as categorias. O Atlético para mim faz parte do coração. Como jogador, passei por uma fase muito ruim, sem dinheiro para nada. Mas era muito gostoso jogar aqui, porque a casa enchia sempre. São lembranças que emocionam e que a gente nunca esquece”, recorda Nilson.

PEQUENO RAFAEL - A juda do torcedor rubro-negro e do Atlético Paranaense levou o garoto Rafael Cardoso para Barcelona, À Espanha. O menino de 6 anos viajou nesta segunda-feira (22), para realizar a cirurgia que pode curá-lo da siringomielia, grave doença degenerativa na medula espinhal. O procedimento está marcado para 29 de janeiro [segunda-feira]. O valor necessário para a viagem e para as despesas médicas e hospitalares é de R$ 140 mil. O valor foi alcançado com o apoio da torcida rubro-negra e do Clube, que destinou para Rafael toda a renda líquida dos ingressos promocionais [para mulheres e crianças de até 12 anos] da partida contra o Palmeiras, na última rodada do Brasileirão 2017.

O total arrecadado na partida foi de R$ 53.311,64. Através de outras ações, a família de Rafael já tinha arrecadado R$ 49.439,76. Para completar o valor total, o Atlético Paranaense doou R$ 37.248,60.

Última atualização ( Ter, 23 de Janeiro de 2018 05:15 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)