Confraria do Atlético

50 anos de arquibancada, 50 anos de Caldeirão! Por Doático Santos

E-mail Imprimir PDF

Nesta terça-feira (12), 19h, reunido com atleticanos (as), numa mesa de bar, brindo os 50 anos que me ligam ao Furacão. Foi nos primeiros dias de dezembro de 1967. Era dia semana, eu havia recém chegado à Curitiba, vindo de Palmas/Pr, cidade onde nasci. Fui visitar a Baixada, onde os portões estavam abertos para um jogo amistoso de despedida do rubro-negro que havia sido rebaixado, naquele ano. Para o senhor que estava na secretaria perguntei se a entrada era livre, ele me respondeu que sim e, emendou também com uma pergunta, você torce para o Atlético? Ao que respondi, vou torcer. Ele então me disse não cometa essa burrice, esse time acabou de cair pra segunda divisão. Já sou atleticano, esse meu time.

É possível que ali tenha nascido esta garra que faz tão brigador nas arquibancadas, na minha vizinhança, no meu trabalho e, no comando do ETA – Esquadrão da Torcida Atleticana que tive a honra de presidir nos difíceis anos de 1970, que se abriram com o título de Campeão Paranaense mas, depois fomos barrados por muito tempo pela máfia do apito sustentada pelo rival da rua Mauá. Mas o Furacão nunca se deixou abater. Se fez grande e nos possibilitou uma vida de felicidades e vitórias. São 50 anos de vibração e alegria. Paixão imorredoura sedimentadas por  jornadas memoráveis. Sou torcedor, não sou crítico de futebol, vou discorrer nestes dias, sobre inúmeros acontecimentos que nos permitiram exaltar o nosso Clube Atlético Paranaense.

Como falei no início, vou bebemorar meus 50 anos de Caldeirão, na mesa de atleticanos (as) do Volken Bar, nesta terça-feira (12), 19h. Quem quiser pode chegar.

Doático Santos
Conselheiro do Furacão e Presidente da AssoCAP

 

Agencia Veremelha e Preta

Última atualização ( Seg, 11 de Dezembro de 2017 16:53 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)