Confraria do Atlético

Assembleia Geral de Sócios (AGS), na Boca Maldita

E-mail Imprimir PDF



Atleticanos (as) frequentadores da Avenida Luiz Xavier, realizaram conclave para resolver no voto as questões de interesse do Furacão. Seguido da instalação da mesa diretiva, constituída por orientação de João Roberto Carrão de Macedo, sócio mais idoso  dos presentes, foram eleitos para a comissão coordenadora da AGS, os rubro-negros, Igor Siqueira que é também o presidente da Ordem da Boca Maldita, e mais, Antonio Nunes e Rosimeri Drancka. Em seguida, passou-se aos debates e votação dos itens indicados na convocação da reunião, sendo ao final, apurados estes resultados:

Cor das cadeiras do estádio, três opções:

1.    Vermelha - 387 votos; 2. Preta – 141 votoas; 3. Vermelha e Preta – 418 votos. Proferidos os resultados foi declarada vencedora a proposta vermelha e preta, estipulando-se o prazo de 30 dias para a conclusão da pintura. Dando sequência às deliberações, foram aprovados preços de ingresso, fixado em R$ 20, 00 a inteira e R$ 10, 00 a meia.

Como último item a ser votado, decidiu-se por aclamação a imediata instalação de teto retrátil no escadão, e ainda, a pintura das arquibancadas do escadão que atualmente são cinza e podem transformar o local em geladeira, como já aconteceu esse efeito cinza nas cadeiras do estádio Joaquim Américo.

Sendo assim, a comissão coordenadora, Igor Siqueira, Antônio Nunes e Rosimeri Dranca, deu por encerrada a AGS – Assembleia Geral dos Sócios do Furacão. Registre-se que Doático Santos, presidente da Assocap – Associação dos Sócios do Atlético Paranaense, acompanhou os trabalhos, no entanto, preferiu não se pronunciar.

Rede Furacão

Última atualização ( Sáb, 11 de Novembro de 2017 13:56 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)