Confraria do Atlético

Alerta de Furacão nas cercanias de Santos

E-mail Imprimir PDF

O comentarista ‘sic’ do Sportv, Caio é um dos que deve estar atônito com as perspectivas do jogo da Vila Belmiro. Esse picareta disse na semana passada que a classificação do Santos estava resolvida porque o Atlético não teria condições de reverter a vantagem aberta pelo alvinegro no primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores realizada em Curitiba. Ledo engano, o Furacão vem crescendo a cada jogo e inclusive venceu as duas últimas partidas fora de casa, onde bateu Vasco e Palmeiras. A nação atleticana vive momentos de entusiasmo e aposta na vitória por 2 gols de diferença sobre o time do litoral paulista. Dá-lhe!

Esporte Line

O placar daquela partida na Vila Belmiro é exatamente o que o Atlético-PR precisa na próxima quinta para avançar às quartas de final da Libertadores. Para evitar a sua repetição, o Santos confia na escalação do sistema defensivo titular considerado ideal nesta temporada, com Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, David Braz e Zeca, algo que não acontecia há mais de dois meses por causa de suspensões e lesões. Além disso, quando recebeu o Santos para o jogo de ida da Libertadores, o Atlético-PR ocupava as últimas posições do Campeonato Brasileiro e era dirigido por Eduardo Baptista, que acabou sendo demitido. Agora, o time é comandado por Fabiano Soares e vem em ascensão.

Nas últimas três partidas no Brasileirão, o Atlético-PR venceu todas, sem levar sequer um gol, diante de Vasco (1 a 0), Avaí (5 a 0) e Palmeiras (1 a 0), sendo que dois desses confrontos foram como visitantes, a mesma condição do duelo de quinta com o Santos. “Está sendo realizado um grande trabalho, mas respeitamos o adversário. Eles ganharam fora de casa do Palmeiras. Precisamos ficar muito atentos. Queremos algo grande, nós somos grandes. Temos que jogar o nosso futebol com raça e amor ao clube”, disse Zeca, ao site oficial do Santos.

Arremate

Delegação atleticana no litoral paulista - Reta final de preparação para as oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone! Na tarde desta terça-feira (8), a delegação do Atlético Paranaense chegou à Baixada Santista, onde faz os últimos ajustes para o duelo diante do Santos. O confronto decisivo está marcado para quinta-feira (10), às 21h45, na Vila Belmiro.

Os 20 jogadores relacionados para o compromisso no Litoral Paulista treinaram no período da manhã, no CAT Alfredo Gottardi, e seguiram para o Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, pouco depois do meio-dia. Por volta das 13h40, o voo atleticano decolou rumo ao Aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP), onde pousou por volta das 14h30.

Da capital paulista, o Rubro-Negro percorreu mais 70 quilômetros até Santos (SP) de ônibus. A chegada na cidade aconteceu pouco antes das 17h.

A agenda para o jogo de volta das oitavas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone conta, nesta quarta-feira (9), com o último treinamento antes da partida. As atividades serão realizadas na Vila Belmiro, palco do confronto, a partir das 16h. Também amanhã (9), um pouco mais cedo, às 12h, está prevista uma reunião técnica, com a apresentação de um vídeo.

Para se classificar às quartas de final, o Atlético Paranaense precisará reverter a vantagem de 3 a 2 obtida pelo Santos na Vila Capanema. Um triunfo por dois ou mais gols de diferença garante a classificação. Caso o Rubro-Negro balance as redes adversárias quatro vezes, a diferença de um gol basta. Vitória por 3 a 2 leva a decisão da vaga para os pênaltis.

Depois do jogo, o Atlético Paranaense permanece em Santos (SP), onde passa a noite. O retorno a Curitiba será na tarde de sexta-feira (11).

 

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)