Confraria do Atlético

Vitória sobre o Palmeiras anima Furacão pra jogo diante do Santos pela Libertadores, nesta quinta (10)

E-mail Imprimir PDF

Após vencer o Palmeiras por 1 a 0, neste domingo (6) , e emendar a terceira vitória seguida no Brasileiro, o Atlético tem pela frente uma decisão contra o Santos na Libertadores, na próxima quinta-feira (10), às 21h45. Para o duelo de volta das oitavas de final, o técnico Fabiano Soares quer o Furacão como o “dono do jogo” na Vila Belmiro. Fora de casa, o Furacão precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para avançar no torneio. “Nós temos uma maneira de jogar. Temos que ser os donos do jogo, em casa ou fora, e vamos tentar colocar nossas ideias em prática e ver se somos capazes de remontar este jogo”, disse o treinador atleticano. O Atlético tem bons números como visitante na atual temporada.

Ao contrário do ano passado, o time está conseguindo somar pontos fora de casa. Os resultados longe de Curitiba vieram tanto na Libertadores, quanto no Brasileirão. Pela competição sul-americana, o Rubro-Negro passou nos pênaltis pelo Millonarios e venceu o Capiatá por 1 a 0, ainda na fase eliminatória. Já na fase de grupos, o Rubro-Negro ganhou do San Lorenzo e do Universidad Católica fora. No Campeonato Brasileiro, o desempenho fora de casa também é favorável. São quatro vitórias longe de Curitiba diante de Atlético-MG, Atlético-GO, Vasco e Palmeiras, outros três empates (Fluminense, Chapecoense e Corinthians) e apenas três derrotas (Bahia, Coritiba e Sport). O técnico Fabiano Soares afirma que tentará explorar os pontos fracos do time paulista para conseguir a classificação. “Sabemos da dificuldade, mas o Atlético tem suas possibilidades. O Santos tem seus pontos débeis, como o Atlético também tem, mas vamos tentar explorar para quinta-feira dar surpresa e tentar a classificação”, confia Soares.

Arremate

Na última rodada do primeiro turno do Brasileirão, o Atlético Paranaense enfrentou Palmeiras, no Allianz Parque. Assim como aconteceu em 2015, o Furacão deixou o estádio em São Paulo com vitória. A triunfo atleticano deste domingo (6), veio com gol marcado por Thiago Heleno. Com a vitória, o Rubro-Negro chegou aos 26 pontos, em 19 rodadas disputadas. Pela competição nacional, o próximo adversário atleticano será o Bahia, em Curitiba. Antes do duelo, o Furacão entra em campo pela Conmebol Libertadores Bridgestone, na quinta-feira (10), contra o Santos.

O jogo

Mesmo atuando fora de casa, o Rubro-Negro criou as principais chances da primeira etapa. Logo aos cinco minutos, Sidcley fez jogada pela esquerda e cruzou rasteiro para Guilherme. Fernando Prass chegou antes e evitou a finalização atleticana. O Furacão abriu o placar aos 17 minutos. Guilherme cobrou escanteio da direita, Thiago Heleno subiu mais do que a zaga e mandou de cabeça. A bola ainda bateu no chão antes de entrar e balançar das redes no Allianz Parque.

 

O Palmeiras tentou responder aos 34 minutos, em chute forte de Michel Bastos. A bola foi à direita do gol de Weverton. Já nos acréscimos, o Atlético teve outra ótima chance. Lucho lançou Ederson dentro da área. O atacante finalizou cruzado e Fernando Prass conseguiu colocar para escanteio. No segundo tempo, a primeira oportunidade foi aos dois minutos. Guilherme recebeu na área e bateu forte. Fernando Prass evitou mais um gol atleticano. Weverton também apareceu bem. Aos 11 minutos, o goleiro saiu nos pés de Erik, evitando o gol de empate. Dois minutos depois, espalmou cabeçada de Antônio Carlos. O Furacão administrou o resultado e garantiu mais três pontos no Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica: Palmeiras 0x1 Atlético Paranaense
Campeonato Brasileiro: 19ª rodada
Data: 06/08/2017 [domingo]
Horário: 16h
Local: Allianz Parque, em São Paulo
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (CBF, DF)
Árbitros assistentes: Jose Reinaldo Nascimento Junior (CBF, DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (CBF, DF)
Quarto árbitro: Ciro Chaban Junqueira (CBF, DF)
Público total: 29.778
Renda: R$ 1.706.659,17

Atlético Paranaense: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Fabrício; Esteban Pavez e Lucho González (Eduardo Henrique, aos 7’ do 2º T); Pablo (Nikão, aos 35’ do 2º T), Guilherme e Sidcley; Ederson (Lucas Fernandes, aos 20’ do 2º T).
Técnico: Fabiano Soares
Gol: Thiago Heleno, aos 17’ do 1º tempo
Cartões amarelos: Guilherme, Paulo André, Fabrício

Palmeiras: Fernando Prass; Fabiano, Edu Dracena, Juninho (Antônio Carlos, aos 33’ do 1º T) e Zé Roberto; Jean, Tchê Tchê, Raphael Veiga (Moisés, no intervalo) e Michel Bastos; Erik (Deyverson, aos 24’ do 2º T) e Borja.
Técnico: Cuca
Cartão amarelo: Michel Bastos

Última atualização ( Seg, 07 de Agosto de 2017 02:56 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)