Confraria do Atlético

Cronista Furacão - Tá tudo filmado

E-mail Imprimir PDF

E mais uma semana de preparação para a Libertadores passou, mas essa foi agitada, e ta toda filmada. Dois jogos contra o falido Paraná Clube. No primeiro jogo fomos bem no primeiro tempo e dominamos, mas não fizemos o gol, depois o jogo mudou e acabamos tomando um gol numa falha individual de marcação.

No segundo jogo melhoramos, dominamos o jogo, mas não chutamos a gol. O falido veio numa retranca total onde com dois minutos de jogo o goleiro deles já fazia cera. Com oito atrás marcando eles seguraram o jogo e dificultaram muito, mas pra quem é chamado de “melhor time do campeonato” foi bem pouco apresentado. Agora vamos a mais um treino antes do que importa mesmo e precisamos de um empate para passar de fase.

E como ta tudo filmado o próximo jogo vai ser de quem estudou melhor e executar o que viu de forma mais correta. Ainda esperamos uma atuação individual melhor de alguns de nossos jogadores. Mas estamos evoluindo a cada jogo com um sistema forte onde o time não se abate e não se desespera. Precisamos mesmo é melhorar o contra-ataque, nosso time é lento e não consegue jogar em velocidade.

Mas como a torcida às vezes só repete o que escuta alguns mantras na nossa torcida tão se tornando chatos. O primeiro deles é que o preparo físico ta ruim, o outro é que o time não tem variação e joga pro uma bola. Agora como variar contra uma defesa de duas linhas de quatro como hoje? Nós jogamos assim na defesa, e vejo todos os times cruzando bolas pra dentro da área e não vejo nenhuma variação tática dos nossos adversários.

Então menos mimimi e vamos acreditar mais no time que ganhou dois mata-mata dificílimos, venceu o San Lourenço la na casa deles coisa que poucos times conseguiram e estamos na liderança do tal grupo da morte da Libertadores. Sabemos que temos muito a melhorar, e vamos. Agora entrar no discurso derrotista onde tudo ta ruim, mesmo com as vitorias é coisa de meia dúzia que só reclama.

Agora outro assunto que agitou a semana foi o do jogador Vinicius, aquele que enquanto estava no time todos criticavam e queriam fora do time. Agora alguns querem que ele volte. Ele foi afastado três vezes pelo Autuori e voltou, ate ser afastado definitivamente, foi pro Náutico e foi devolvido pelos mesmos motivos. Teve todas as chances e dentro dos campos do CT não mostrou que queria jogar. Agora pede chance pelas redes sociais. Chance se pede nos treinos e não nos grupos de WhatsApp.
Jogador vai la no CT treina, se esforça, mostrar que tem vontade é dentro do campo, la é filmado, analisam o desempenho, e quem mostra mais joga. Agora la o pessoal gosta de filmar tudo, tem tanta câmera que até nas salas internas tem câmeras, então não adianta falar nas redes sociais o que não aconteceu. Ta filmado.

Cronista Furacão

Última atualização ( Seg, 03 de Abril de 2017 22:42 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)