Confraria do Atlético

Furacão só precisa de um empate para "despachar" Paraná Clube, tal como fizemos no ano passado

E-mail Imprimir PDF



Rubro-negro foi superior no jogo disputado no Caldeirão com a temperatura máxima. 1 x 0 no placar nos dá a vantagem para o jogo de volta na Vila Capanema. Tricolores já começam a sentir o gosto de uma nova eliminação, a exemplo do que aconteceu no ano passado.

Decisivo no clássico, Eduardo da Silva celebra primeiro gol com a camisa do Atlético: “Dá bastante confiança”

A vitória do Atlético sobre o Paraná no primeiro clássico das quartas de final do Paranaense, neste domingo (2), na Arena da Baixada, ficou marcada como o primeiro triunfo da equipe titular no estadual. Mas o resultado positivo no duelo diante do rival teve um gosto especial também para o atacante Eduardo da Silva. Em seu segundo jogo pelo clube, o camisa 22 marcou pela primeira vez com a camisa atleticana e dividiu os méritos do resultado com todo o grupo rubro-negro.

“Queria parabenizar a equipe, que mostrou grande caráter depois daquela derrota. É sempre bem-vindo, quando vencemos um clássico contra o Paraná, mas foi meio tempo, né? Terminou e agora temos uma semana cheia para nos prepararmos para o segundo tempo lá. Eu espero que com esse desempenho que o time teve hoje, saia classificado”, comentou Eduardo da Silva em entrevista coletiva após o duelo.

Ainda em ritmo de retorno aos gramados, o atacante ressaltou a importância de marcar o gol para dar confiança na sequência com a camisa do Atlético. “Depois de praticamente três meses e meio sem jogar, dá bastante confiança. É claro que me sinto bem, mas, como disse, antes de tudo estou feliz pela vitória de hoje. Vamos manter a humildade e pensar no próximo confronto que será muito difícil”, disse.

Contra o Paraná, pela primeira vez na temporada o time titular do Furacão disputou dois jogos em quatro dias. Com dois compromissos importantes na próxima semana, diante do Paraná, no sábado (8), e Flamengo, dia 12, pela Libertadores, Eduardo da Silva se vê preparado e já deu a dica para o técnico Paulo Autuori de que quer estar em campo.

“Isso é pergunta para o nosso professor. É claro que nós jogadores estamos sempre preparados, querendo jogar. O grupo é maravilhoso, é positivo, e aquele que entrar na próxima partida, com certeza vai dar o máximo. O mais importante de tudo é o resultado”, afirmou o atacante.

Com a semana cheia para se preparar, o Atlético encara o Paraná no próximo final de semana, na Vila Capanema, em duelo de volta das quartas de final do Campeonato Paranaense. O Rubro-Negro joga pelo empate para avançar às semifinais da competição.


Última atualização ( Seg, 03 de Abril de 2017 22:34 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)