Confraria do Atlético

Atlético Paranaense 2017: investimento "pesado" em Felipe Gedoz e Grafite eleva a qualidade do time

E-mail Imprimir PDF


Após consagrar a defesa como uma das melhores do Brasileirão no ano que passou, Furacão aposta em dois atletas talentosos para puxar o ataque.

Tanto Grafite quanto Felipe Gedoz representam a esperança do torcedor rubro-negro numa formação ofensiva e de muitos gols. Assegurada a continuidade de Lucas Fernandes e contando com Pablo, Nikão e André Lima, não resta dúvida que teremos um ataque ousado e vencedor.

Este é o horizonte que vislumbramos na condição de marcar presença na disputa do título em todas as competições que disputarmos. Junte-se a isso um clima positivo e de alto astral embalando a comunidade atleticana, estaremos aptos a realizar a melhor temporada dos últimos tempos. Dá-lhe, galera!

Palavras de Grafite:
"Estou muito feliz em defender as cores do Atlético Paranaense. Ouvi sempre coisas positivas da cidade e do Clube. Espero retribuir o carinho que venho acompanhando no dia a dia desde que começaram as negociações. Vou dar o meu melhor dentro de campo, procurar marcar gols e ajudar a equipe nessa temporada de 2017, que promete ser muito boa. Conto com o apoio de todos os torcedores", disse Grafite, ao falar como atacante do rubro-negro paranaense.

Palavras de Felipe Gedoz:
“Para mim é um sonho de criança. Estive muito tempo fora com as experiências no Uruguai e na Bélgica. Então, estou muito feliz em poder voltar ao meu país e espero mostrar meu futebol aqui”, disse Felipe Gedoz, reforço atleticano. “Poder realizar esse sonho em um clube com a grandeza do Atlético é especial. Um clube com nível europeu. Estou muito satisfeito e espero dar muitas alegrias ao torcedor”, acentuou. Gedoz possui experiência na Copa Libertadores, na edição de 2014, o jogador chegou até a semifinal do torneio com Defensor, do Uruguai. Gedoz disputou 10 partidas, marcou quatro gols e foi o vice-artilheiro da competição.

“Por ser jovem, ter sido o vice-goleador da Libertadores foi algo muito marcante.  Voltar a jogá-la é muito gratificante para mim. São jogos muito competitivos e acredito que estou pronto para essa competição”, afirmou, reforçando a importância do torneio. “Não é só o sonho do Clube, mas sim dos jogadores. Já vivi momentos lindos na Libertadores e sei como é importante. Espero corresponder da melhor maneira possível”, finalizou.

Última atualização ( Ter, 03 de Janeiro de 2017 16:36 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)