Confraria do Atlético

Mídia reconhece a grandeza de nosso time e se ajusta para anunciar e comemorar o Furacão na Libertadores

E-mail Imprimir PDF

Eles foram ao longo da temporada adversários ocultos do rubro-negro paranaense. Integrantes da imprensa local sempre tentaram nos atacar através da difusão de fatos inidôneos e amplificação do vociferar de maledicentes.

Mas, acabaram sendo superados pela verdade de um time vocacionado para a vitória. Adversários ocultos, integrantes dessa imprensa local que conhecemos tão bem, não conseguiram nos intimidar.  Agora atualizam a prosa, reconhecendo o poderio do Furacão. Podem vir, não guardamos rancor. E levem a boa nova para espalhar até onde alcançarem:

- O Furacão caminha mais uma vez em direção ao nosso destino campeão. E para que fique anotado na história, salve a contagem regressiva: 1 jogo e 1 dia para confirmarmos a conquista de vaga na Libertadores. Durante 50 dias, reiteramos o respeito e a confiança em nosso time. Fizemos o que o torcedor tem que fazer, sonhar e torcer. Dá-lhe!

Veja o que diz neste sábado (11), a Gazeta do Povo em  “nova e positiva”  avaliação do Furacão:

Atlético projeta vitória sobre o Flamengo para coroar ano incrível na Arena - Partida contra o Rubro-Negro carioca define ainda a classificação do time paranaense na Libertadores de 2017

Gazeta do Povo - Julio Filho

Jogo mais importante do ano para o Atlético , o duelo com o Flamengo, neste domingo (11), às 17 horas, pela última rodada do Campeonato Brasileiro , vale a participação da equipe comandada por Paulo Autuori na Libertadores de 2017. Cenário especial para o torcedor atleticano, assim como para a Arena da Baixada. Uma classificação para o torneio continental irá coroar o projeto da versão “futurística” do estádio reconstruído para a Copa do Mundo de 2014:

uma casa rubro-negra de alta tecnologia, com gramado sintético e teto retrátil e que virou o grande alçapão do futebol brasileiro em 2016. Nela, o Furacão se tornou praticamente imbatível na Série A : são 18 jogos, com 15 vitórias, 2 empates e somente 1 derrota — aproveitamento de 87%. Um triunfo sobre os cariocas na rodada final fará o Atlético igualar a melhor campanha de um mandante na história dos pontos corridos (formato iniciado em 2003).

No ano passado, o campeão Corinthians fechou a disputa com 87,7% de aproveitamento em seus domínios. Marca que o Furacão iguala caso supere o Flamengo. “Importante, além de classificarmos para a Libertadores, e isso pode acontecer com uma série de resultados, é confirmar e carimbar com o selo de qualidade aquilo que estamos a fazer ao longo da temporada [dentro de casa]”, comenta Autuori.

Para o técnico, o incrível desempenho caseiro na competição será muito difícil de ser igualado pelo próprio Atlético nos próximos anos. “De repente, pode não valer nada o fato de termos tido essa campanha em casa se não chegarmos ao último jogo e confirmarmos isso”, adverte. Apesar da soberania rubro-negra na Baixada, a média de público do Furacão no Brasileiro não acompanhou os bons resultados dentro de campo.

O clube mantém uma média de 14,6 mil torcedores por duelo na disputa — somente a nona melhor da competição. Além disso, os bons resultados também não alavancaram o número de associados atleticanos da forma esperada.Mesmo assim, a expectativa para o duelo decisivo da temporada é de casa cheia, com chances de quebra de recorde de público. A melhor marca do Furacão na nova Baixada foi de 35.746 pessoas, contra o Criciúma, pela Primeira Liga.

“Vamos fazer de tudo para sair com a vitória para dar alegrias ao nosso torcedor que vai encher a casa no domingo”, espera o goleiro Weverton. “O que nos deixa tranquilos é saber que a gente só depende das nossas forças [para ir à Libertadores]”, completa.

Última atualização ( Sáb, 10 de Dezembro de 2016 01:45 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)