Confraria do Atlético

Libertadores "quer porque quer" o Furacão

E-mail Imprimir PDF

A verdade é que após marchas e contra-marchas, Atlético Paranaense mantém larga probalidade para obter o direito de conquistar vaga para o torneio  continental.

Desde quando o G4 passou para G6, ou ainda, G7; forças estranhas teimam em manter o Furacão como provável classificado para a versão 2017 da Libertadores. Contudo, é fundamental que o rubro-negro paranaense mantenha o foco na disputa e volte a pontuar e/ou vencer fora de casa. Esta batalha para confirmar a vaga, envolve, além do Atlético, Corinthians, Grêmio e Fluminense.

Para o jogo da próxima rodada do Brasileirão, restam apenas 4, o Furacão não poderá contar com o goleiro Weverton, porém terá o retorno do zagueirão Thiago Heleno. Fluminense desarrumado pela queda do técnico Levir Culpi. Puto da cara’. É como Levir diz estar após a saída do Fluminense. Apesar do desabafo, o técnico não culpou ninguém pelo seu desligamento. Demitido no domingo pouco depois da goleada por 4 a 2 para o Cruzeiro, no Mineirão, ele garantiu que sua passagem pelas Laranjeiras estará em seu próximo livro, “De volta ao inferno”.

Ele foi o décimo treinador que passou pelo Fluminense na gestão Peter Siemsen (sem contar os interinos). As constantes mudanças no cargo, aliás, não passaram em branco na nota oficial emitida pelo técnico, que chama o Tricolor de "famoso por ser o que mais demite técnicos no mundo".

Análise do Portal Paraná Online - Cristian Toledo

Pra garantir a classificação pra Libertadores, qualquer cenário obriga o Atlético a vencer suas partidas na Arena. Não é nada impossível – o Sport tá na parte de baixo da tabela e a tendência é que o Flamengo chegue meio resolvido na última rodada. Somando seis pontos aos 51 que tem, o Rubro-Negro vai a 57 e aí faz duas finais contra Fluminense e Corinthians fora de casa. Aí, empates já seriam espetaculares. Mas não será impossível ficar no G6 mesmo perdendo os dois jogos. Por isso, aposto no Furacão.

Última atualização ( Qua, 09 de Novembro de 2016 14:11 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)