Confraria do Atlético

Duas vitórias e um empate confirmam Atlético no G6

E-mail Imprimir PDF

De acordo com o desempenho nos últimos anos do Campeonato Brasileiro, 58 pontos podem ser o suficiente para terminar entre os seis primeiros.

A vitória por 1×0 sobre o Cruzeiro, no último sábado (29), juntamente com o tropeço do Corinthians, que empatou em 1×1 com a Chapecoense, recolocou o Atlético no G6 do Campeonato Brasileiro. Com 51 pontos, o Furacão agora tem um a mais que o clube paulista, o sexto colocado. Restando mais cinco rodadas para o término do Brasileirão, a briga por duas vagas na Libertadores do ano que vem está aberta e sendo disputada praticamente por cinco clubes. Entre eles, o Rubro-Negro, segundo a matemática, é o segundo com mais chances.

De acordo com o site Infobola, o Atlético tem 48% de possibilidade de retornar ao torneio continental, enquanto o Chance de Gol aponta 37,5%. Se seguir com os 51,5% de aproveitamento atual, o Atlético terminará a competição com 58 pontos, exatamente a média do sexto colocado do Brasileirão desde 2006, quando o torneio passou a contar com 20 equipes. Nestes anos, com 58 pontos um time terminaria entre os seis primeiros em cinco oportunidades (2007, 2008, 2009, 2011 e 2012). Em 2014 foi o ano com a maior pontuação (61), enquanto em 2008 o mais baixo (54).

Para chegar a estes 58 pontos, o Furacão precisa de mais duas vitórias e um empate, sendo que faz mais dois jogos na Arena e outros três fora. Se seguir com o bom rendimento em casa, a tendência é que o Rubro-Negro vença Sport e Flamengo e aí precise de um ponto como visitante, onde vem sofrendo. Até aqui, foram apenas duas vitórias e um empate em 16 partidas, o que vem sendo a pedra no sapato do time. A favor do Rubro-Negro, pesa o fato de que enfrenta dois concorrentes diretos nessas cinco últimas rodadas: Fluminense e Corinthians.

Se conseguir um empate contra um desses adversários, além de continuar dentro da matemática necessária, conseguiria segurar um dos concorrentes. Vale lembrar que caso o Atlético-MG, quarto colocado do Campeonato Brasileiro, ou o Grêmio, que ainda sonha está na briga, ganhar a Copa do Brasil, o G6 pode se transformar em G7, diminuindo a pontuação necessária.

Última atualização ( Seg, 31 de Outubro de 2016 15:06 )  

Santuário da Nação Rubro-Negra

Please wait while JT SlideShow is loading images...
Photo Title 1Photo Title 2Photo Title 3Photo Title 4Photo Title 5

Projeto de Lei de Iniciativa Popular “Libera Cerveja”



DISPÕE SOBRE A VENDA E O CONSUMO DE BEBIDAS NAS ARENAS DESPORTIVAS E ESTÁDIOS NO ÂMBITO DO ESTADO DO PARANÁ.

Art. 1º – Este projeto de lei tem por objetivo regular a venda e o consumo de bebidas nas arenas desportivas e estádios no âmbito do estado do Paraná.

Art. 2º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios localizados no Estado do Paraná será permitida desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida, assim entendido o momento do apito final do árbitro.

Art. 3º – A única bebida alcoólica que poderá ser vendida e consumida em recintos esportivos é a cerveja, sendo proibida a venda e o consumo de quaisquer outras espécies de bebidas alcoólicas, sejam elas destiladas ou fermentadas.

Art. 4º – A comercialização de bebidas nas arenas desportivas e nos estádios somente poderá ser realizada em copos plásticos ou garrafas plásticas, descartáveis, admitido o uso de copos promocionais de plástico ou de papel.

Art. 5º – Cabe ao responsável pela gestão do recinto esportivo definir os locais nos quais a comercialização e o consumo de bebidas serão permitidos.

Art. 6º – É vedada a entrada nas arenas desportivas e nos estádios de pessoas portando qualquer tipo de bebida.

Art. 7º – Fica proibida a venda e a entrega de bebidas alcoólicas, nos locais referidos nesta lei, a pessoas menores de 18 (dezoito), podendo os responsáveis responder civil e criminalmente nos termos da Lei Federal no 8.069, de 13 de julho de 1990, com as alterações da Lei Federal nº 13.106, de 17 de março de 2015.

Art. 8º – O descumprimento do disposto nesta Lei sujeita o infrator às seguintes penalidades, sem prejuízo da aplicação da Lei Federal nº 8.078, de 11 de setembro de 1990:

I – se consumidor, será advertido e retirado das dependências do recinto esportivo.

Art. 9º – Deverão ser colocados avisos em diversos setores das arenas desportivas ou estádios, com as seguintes mensagens: “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”

Art. 10º – As arenas desportivas ou estádios deverão veicular em sistema sonoro ou alto-falante, no mínimo 04 (quatro) vezes durante cada evento, as mensagens “Se beber não dirija, se dirigir não beba” e “ É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos.”
Parágrafo único: Fica igualmente obrigada a divulgação das mensagens referidas no caput em telões ou letreiros luminosos nos recintos esportivos que disponham de tais recursos.

Art. 11º – Esta lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Confracap é participação

Twitter & facebook

twitter

Facebook

Galeria Torcedor (a)